3 de março de 2011

A crise da ciência pós-modernidade e a prática do jornalismo científico em Superinteressante - Allan Macedo de Novaes

Um dos grandes desafios do jornalismo em C&T (Ciência & Tecnologia) no Brasil é o fascínio dos veículos especializados em jornalismo científico pela religiosidade, pelo misticismo e pelas chamadas pseudociências. Como principal revista do segmento no Brasil, a Superinteressante apresentou, nos últimos anos, inúmeras matérias de capa com temas voltados para a relação da ciência com o esoterismo e a religião. Como por exemplo as edições números 272, 232, 252, 237, 186, 174. A ascensão de tais temáticas na Superinteressante curiosamente parece coincidir com a época em que a revista consolidou-se como um dos maiores periódicos do país, com dezenas de prêmios ganhos e recordes de vendagem quebrados. Existe, de fato, um aumento do interesse editorial da Superinteressante pela religiosidade e espiritualidade nos últimos anos? Quais são as causas desse fenômeno temático e editorial?
Artigo Reupado
 Download

Nenhum comentário:

Postar um comentário